Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Igualdades Naturais/ Desigualdade das Aptidões/ Desigualdades sociais

Igualdades Naturais/ Desigualdade das Aptidões/ Desigualdades sociais

"O Livro dos Espíritos" - Questões 803 a 804

Estudo Espírita
Promovido pelo IRC-Espiritismo
http://www.irc-espiritismo.org.br
Centro Espírita Léon Denis
http://www.celd.org.br

Expositor: Andréia Azevedo - Safiri
Osasco - SP
15/06/2002

Oração Inicial:

<Moderador_> Senhor Jesus, mestre e Irmão Maior...

Aqui estamos para aprendermos sobre a Doutrina Espírita, a terceira revelação, o consolador prometido.

Nós vos agradecemos, Senhor, por esta oportunidade de nos reunirmos em qualquer ambiente, e em podermos levar a tua palavra a qualquer meio de comunicação...

Permita que nossos corações e mentes estejam abertos ao que vai ser falado aqui, pela palestrante, para que possamos ampliar nosso horizonte na maravilha de teus ensinamentos e nas Leis Eternas e imutáveis de Deus.

Pedimos, também, senhor, o auxílio dos bons espíritos que orientam esse trabalho de divulgação do espiritismo, que eles possam inspirar a nossa companheira Andréia, na realização do estudo...

E que possamos sair daqui um poucos mais compreensivos e satisfeitos com nós mesmos e com o nosso mundo.

Assim, senhor, pedimos a permissão para iniciarmos os trabalhos e que fique conosco, Senhor, nos dando a sua paz, como disse há 2000 anos.

Que assim Seja!

Mensagem Introdutória:

O PROBLEMA DA IGUALDADE

A igualdade, sem dúvida, é realidade nas raízes da existência.

Todos os seres possuem direitos idênticos de acesso à elevação, sob qualquer prisma, entretanto, é preciso considerar que os deveres graduam as vantagens, dentro da vida.

No caminho da evolução, desse modo, a teoria igualitária absoluta é invariável utopia que nenhum sistema político poderá materializar.

A experiência e o esforço pessoal são as duas alavancas da diferenciação à cuja influência decisiva não conseguiremos fugir.

Mas, se é verdade que não podemos improvisar a ancianidade do espírito, que só o tempo confere a cada criatura, na jornada para a maturação, o trabalho é sempre a riqueza real, suscetível de ser ampliada em nosso destino, ao preço de nossa boa vontade.

Assim sendo, não te esqueças das oportunidades que a divina providência te oferece cada dia, em favor do teu crescimento.

Os degraus da subida de nossa alma no rumo da perfeição destacam-se, hora a hora, através das situações e das pessoas que nos rodeiam.

Não residem nas facilidades que nos acomodam o coração com as linhas inferiores do mundo. Salientam-se nos obstáculos com que somos defrontados.

Cada problema e cada aflição, cada prova mais rude e cada luta mais árdua representam pontos vivos de ascensão que podemos aproveitar, em favor do próprio aprimoramento.

Aprendamos a respeitar o próximo e auxiliá-lo, na convicção de que amparando os nossos irmãos de caminho, auxiliaremos a nós mesmos, de vez que adquiriremos o tesouro da experiência, que nos enriquecerá de visão para os cimos que nos cabe alcançar.

Cada fonte vive em seu nível.

Cada projeção de luz caracteriza-se por determinado potencial de radiação.

Cada flor guarda o perfume que lhe é próprio.

Cada árvore produz segundo a espécie a que se subordina.

Cada espírito respira na esfera que elege para clima ideal da própria existência...

Compete-nos buscar a posição de superioridade que Jesus nos oferece, aceitando o sacrifício pelo bem que a vida nos impõe, a fim de que nos façamos hoje os envoltórios pesados que ainda nos imantam à zonas escuras da Terra e tentando a sintonia com os benfeitores que nos esperam na glória espiritual.

Emmanuel

Do Livro: Trilha de Luz

Psicografia: Francisco Cândido Xavier

Editora: IDE

Exposição:

<Safiri> Boa noite amigos. Que Deus nosso amado Pai, nos ilumine em mais uma noite de estudos.

O Estudo de hoje é curto , mas oportuno.

E nos traz o tema "Igualdade Natural - Desigualdade de Aptidões - Desigualdades Sociais"

Como sabemos , fomos criados simples e ignorantes. Todos nas mesmas condições.

E todos tendendo a um fim único: o caminho da perfeição. Deus , portanto, não faz distinções.

Para Deus todos são iguais.

Todos, sem exceção, estão sujeitos às mesmas dores.

Deus não concede superioridade natural a nenhum homem, nem pelo nascimento e nem pela morte.

Todos estamos aqui encarnados , cada qual na sua condição.

Seja moral ou intelectual vamos adquirindo valores que somam a nossa bagagem espiritual e marca "pontos" no caminho da evolução.

A cada difícil situação que  nos apresenta, é como um prêmio, pois, diante de cada situação difícil, vamos saindo do mundo confortável que criamos e vivemos para um mundo de perguntas onde através da percepção de cada um, podemos ou não compreender o porque da situação pela que passamos ocorre, e aplicar os ensinamentos de Jesus.

Vivendo num mundo de provas e expiações, vamos então, compreendendo a necessidade de evoluir para que alcancemos degraus maiores até atingirmos os chamados mundos felizes.

A igualdade natural então, nos explica a condição que estamos frente aos nossos irmãos que é "A Mesma",pois somos submetidos as mesmas leis naturais, as mesmas fragilidades.

Cabe a cada um de nós sair da condição de espíritos que sofrem, à espíritos que evoluem.

E é o que acontece com muito de nós.

Dada a condição de livre-arbítrio, vamos nos diferenciando de nossos irmãos à medida que nos desligamos das amarras dos sentimentos inferiores e focando nossas vidas dentro da busca da evolução espiritual - aprendendo e praticando os ensinamentos de Jesus - e da evolução intelectual - gosto por estudar as mais diversas matérias (profissões) que se apresentam a  nós no mundo simples que vivemos.

Quando a escolha é evoluir, deixando de lado todas as pequenas coisas, o espírito se mostra apto a continuar seguindo frente a evolução e  desenvolve aptidões mais rapidamente de outros espíritos, ganhando aptidões diversas.

Decorre disso, a mistura de aptidões que vem contribuir para o equilíbrio, dando sua contribuição.

Ocorre também de espíritos que pertençam a mundos mais evoluídos encarnem em nosso mundo a fim de nos dar exemplo.

Deus não criou desigualdade, mas permite que as diferentes condições de aptidões nos espíritos mantenham contato, para que os mais adiantados contribuam com os menos evoluídos para  que possam evoluir.

Já a Desigualdade Social é uma condição humana.

Nada tem relacionado a Deus. Dias haverá em que não mais haverá a predominância do orgulho e egoísmo.

Seguiremos frente a um mundo maior longe de toda maldade humana.

A desigualdade social tem se extinguido dia a dia.

E sabemos q isso decorre da evolução de nosso planeta.

Somente as leis de Deus são eternas.

Os que abusam das leis praticando abusos da posição que ocupam, em breve terá também que aprender  em nova existência através do sofrimento que amor deve reinar no lugar da iniqüidade.

E esse abuso é tão sério que os espíritos colocam da seguinte forma a pergunta de Kardec :

807 - Que pensar dos que abusam da superioridade de sua posição social para oprimir o fraco em seu proveito?

R: Esses merecem o anátema; infelizes que são!

Serão oprimidos por sua vez e renascerão numa existência em que sofreram tudo o que fizeram sofrer.

O que podemos resumir daqui para reflexão individual é  procuremos nos aprimorar a cada dia .

Procuremos evoluir e nos melhorarmos mesmo que seja um pouquinho bem pouquinho de cada vez.

Pois é dessa forma que vamos seguindo frente a evolução e fazendo nosso papel dentro do contexto , seja como ajuda direta ao progresso seja como exemplo a ser seguido.

Obrigada

Perguntas/Respostas:

01. <titrigo> Safiri, podemos dizer, que as desigualdades sociais, são inevitáveis e até mesmo necessárias para as diferentes provas que os espíritos desempenham e que a miséria é que é criação humana?

<Safiri> Oi titrigo

Isso depende muito do gênero de expiação ao qual o espírito deve passar.

Olhando para nosso mundo, vemos a desigualdade social muito freqüente. Difícil analisar cada caso, mais difícil ainda analisar sob a ótica espírita todo o geral.

Acredito que a desigualdade social possa ser usada como "ferramenta" de aprendizagem de alguns espíritos que muitas vezes necessitam viver esse contexto para evoluir ou expiar.

Mas é preciso deixar claro que a desigualdade social não é de Deus e sim do Homem. E que dia chegará em que ela se extinguirá por completo.

Não sei se era bem essa sua questão titrigo. Se não for, por favor, me diga.

02.<titrigo> Safiri, era isso mesmo. Gostaria de perguntar mais uma coisa:

Dentro da Lei de Igualdade, todos somos iguais por estarmos submetidos às mesmas Leis Naturais, ou Divinas, seria isso? (t)

<Safiri> Todos somos iguais porque Deus fez suas Leis para todos.

As mesmas Leis que regem meu pequeno universo são as mesmas que regem o seu.

Como diz no LE citado por nossos próprios provérbios

"O Sol Brilha para Todos”

Seguimos para o mesmo fim.

Deus nos criou simples e ignorantes e sob as mesmas leis em busca da evolução.

Mas, mais diretamente , e de maneira simplificada , sim, você  esta correto

03.<mobsued> será que o que julgamos ser o mal, não é ignorância às vezes, quando erramos podemos sofrer, e se é natural errar no caminho, esta na Lei de Deus também  o erro, então não é aí que entra a intenção em acertar ou errar que nos afasta da lei, então certas "maldades" estariam na lei   como na ação dos selvagens que  não  sabem o que fazem?

<Safiri> Tudo depende da intenção. Sem dúvida.

É a intenção que vai determinar o grau do erro cometido.

O erro e acerto está previsto e muito, afinal estamos seguindo frente a evolução e continuaremos a errar ainda por algum tempo até que tenhamos aprendido .

A maldade intencional, feita com o propósito de se auto promover, seja por status, seja pelo dinheiro, qual causa desconforto em nossos semelhantes e muitas vezes a "tortura" moral e física (e você tem consciência disso), caracteriza sem dúvida o abuso da superioridade.

Dia chegará também, que a própria consciência que oprime verifique os erros cometidos. E não há julgamento pior que  o nosso próprio. O despertamento vem para todos.

04.<titrigo> Safiri, haverá um dia, igualdade social entre os homens da Terra?(t)

<Safiri> Sim. Sem dúvida. Assim como nós estamos evoluindo, nosso planeta também esta. Estamos deixando de ser um plano de provas e expiações para regeneração.

Oração Final:

<titrigo> Senhor Jesus, muito obrigado por esse momento de aprendizado que temos a oportunidade de participar.

Agradecemos pela vida, pela saúde, pelos amigos, família, pela Doutrina que nos auxilia muito nas dificuldades da vida.

Nos ajude Senhor, a sabermos por em prática seus ensinamentos sublimes nos momentos certos, de forma correta.

De modo a podermos sempre ser instrumentos da providência divina, na divulgação do bem e na prática da caridade.

Nos perdoe, Mestre, por nossos erros milenares... que ainda cometemos mas que sabemos ser essencial a luta para a vitória sobre eles para o nosso bem e para que possamos, de forma mais efetiva, auxiliarmos ao próximo.

Muito obrigado por tudo Senhor.

Esteja sempre conosco, porque ainda somos muito pequenos.

Graças a Deus