Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Espiritismo e Preocupação - Felipe Morel Wilkon

Espiritismo e preocupação não combinam…

Você costuma se preocupar? Você já se deu conta de quanta energia você despende se preocupando? A preocupação é uma pré-ocupação, ou seja, ocupar-se antecipadamente com alguma coisa. Você já percebeu que a maioria das coisas com que se preocupa nunca acontece?

Quando você se preocupa você está duvidando da sua capacidade de resolver eventuais problemas; quando você se preocupa você demonstra que não confia em si mesmo; quando você se preocupa você impede que Deus aja em você. Ficou claro essa última parte? Deus age em você, Deus age por você, Deus age através de você. Você é manifestação de Deus. Não parece?

Pra quem se acostumou com uma visão de Deus como um ser externo, como o velho barbudo Jeová, pode ser difícil conceber a ideia de que Ele esteja em nós, em todos nós. Nós somos manifestações divinas, e quando confiamos na Vida, na Providência, em nós mesmos, estamos confiando em Deus. O estado de confiança, o sentir-se seguro de si mesmo e das coisas que nos acontecem é a confiança em Deus, sem a qual nos tornamos neuróticos ansiosos e preocupados.

Ficar se preocupando com o que está por vir é uma enorme perda de tempo e energia. Se você está se preparando para um acontecimento qualquer: um encontro, uma festa, uma entrevista de emprego, a prestação que vai vencer, você precisa guardar sua energia para resolver o problema, para fazer o que deve ser feito, no momento em que for preciso. Mas quando você se preocupa você gasta esta energia antes, e na hora em que o fato acontece, você já esta exausto, sem forças, sem disposição e sem inspiração para resolver o que quer que seja.

Quando somos crianças aprendemos que preocupação é coisa de adulto, coisa de gente grande, de gente séria. Crescemos achando que se preocupar com alguém é demonstrar carinho, cuidado e afeição. Crescemos achando que se preocupar com as coisas é ser previdente, é sinal de responsabilidade e prudência. Preocupação é burrice!

Preocupação é uma gigantesca burrice! Quantas vezes você já ficou imaginando possibilidades tenebrosas que nunca se concretizaram? Quantas oportunidades você deixou escapar por se preocupar com possíveis consequências? Quantas coisas boas você deixou de aproveitar por causa dos “e se…”, “mas e se…”?

Hoje em dia há tantos fanáticos religiosos e aproveitadores da credulidade alheia que não levamos muito a sério frases como “se entregar a Deus”, “deixar Deus agir”. Talvez você fique um pouco desconfiado com uma frase dessas. Mas se entregar a Deus é fazer o que é certo, fazer o que precisa ser feito, sem se preocupar com o resto, sem ficar ansioso com o dia de amanhã.

Nosso estado mental de confiança permite que coisas boas aconteçam, porque não criamos barreiras à ação de Deus. Não gostou da frase? Podemos refazê-la: Nosso estado mental de confiança permite que coisas boas aconteçam, porque não criamos barreiras ao fluxo do universo.

Tudo no universo é equilíbrio, tudo funciona perfeitamente. Só deixa de funcionar perfeitamente quando há um obstáculo. No nosso caso, o obstáculo é a preocupação, essa energia pesada gerada pela ansiedade. Nós somos o que pensamos. Nossa imaginação tem o poder de criar e modificar realidades. Quando acionamos os mecanismos da imaginação pela preocupação, estamos dando ensejo à manifestação de nossos temores. Além de atrair mentes enfermiças com pensamentos semelhantes, de encarnados e desencarnados…

Mude seus hábitos, faça a sua parte e confie em Deus. É difícil? Tente! Persista! Você consegue!

- See more at: http://www.espiritoimortal.com.br/preocupacao-e-uma-gigantesca-burrice/#sthash.2VcCUs1k.dpuf