Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Bem e mal sofrer

A resignação diante dos infortúnios é um dos maiores antídotos contra as doenças emocionais que tanto aturdem o homem moderno. Quase ninguém hoje admite ou aceita experimentar revezes ou contrariedades, e, a partir dessa posição de rebeldia perante a Justiça Divina, que é sábia e não se rende aos nossos caprichos, abrimos portas para inúmeros distúrbios emocionais e influenciações espirituais perturbadoras do nosso equilíbrio.
Filhos, conforme aprendemos em O Evangelho Segundo o Espiritismo, há uma grande diferença entre bem sofrer e mal sofrer. A calma e a resignação diante da dor nos fazem sofrer menos, porque entendemos a razão da nossa desdita e por isso somos consolados por Deus. É o bem sofrer. Já a insubmissão à vontade divina nos tornará impacientes e revoltados, o que agravará os nossos padecimentos por não sabermos aproveitar a experiência e tirarmos as lições necessárias ao nosso adiantamento espiritual. É o mal sofrer.
Resignar-se perante a dor que nos visita é compreender que Deus está fazendo o melhor por nós, e que, no mais das vezes, o remédio amargo é o mais eficiente para a cura das nossas mazelas.

 

Médium: José Carlos De Lucca. Da obra: "Recados do Meu Coração". Ditado pelo Espírito Bezerra de Menezes.