Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

domingo, 24 de agosto de 2014

O Instinto e a Inteligência

O Instinto e a Inteligência

"O Livro dos Espíritos" - Questões 60 a 75

Estudo Espírita
Promovido pelo IRC-Espiritismo
http://www.irc-espiritismo.org.br
Centro Espírita Léon Denis
http://www.celd.org.br

Expositor: Mauro Bueno
Manaus/AM
01/04/2000

Dirigente do Estudo:

Mauro Bueno

Oração Inicial:

<Selma_AM_estudos> Deus, Pai de Infinita misericórdia, queremos, primeiramente, agradecer-te a oportunidade de estarmos mais uma vez aqui reunidos em Teu nome, em nome do nosso Mestre Jesus e de todos os amigos da espiritualidade Maior que nos auxiliam nesta tarefa, pois, sabemos Pai amado, que nem uma folha cai sem que seja pela Tua vontade.

Rogamos a Ti, ó Pai, as Tuas bênçãos sobre todos os que aqui se encontram em busca de novos conhecimentos. Rogamos as Tuas bênçãos para que ilumines as nossas inteligências a fim de que possamos, cada vez mais, através dos conhecimentos adquiridos, pôr em prática todos os ensinamentos deixados por nosso Mestre Jesus auxiliando o nosso próximo, procurando amá-los como a nós mesmos.

E assim, envolvidos nesse clima de paz, harmonia e fraternidade que já se faz sentir entre nós, pedimos a Tua permissão, Pai, para darmos por iniciada mais uma noite de estudos. Que assim seja! (t)

Exposição:

<@MBueno> Boa noite a todos! Espero poder aclarar alguns destes pontos aos amigos. :c)

A ciência vem constantemente estudando o funcionamento do cérebro! Bem recentemente descobriu-se que há uma área para o funcionamento dos instintos e, interessantemente, ela não passa pela cérebro intelectual.

O Cérebro instintivo é automático, assim como a área que faz com que o coração bata, os sistemas digestivos funcionem e todas as funções automáticas necessárias a manutenção da vida física. Este cérebro é o primeiro, em contato direto com a medula e assemelha-se a dois pomos, lado a lado. É considerado mais primitivo e nele repousam as ansiedades, a fome, o desejo, o ciúmes e outros "sentimentos" instintivos! Partem dele também as ordens para aplicar adrenalina ao sangue e as reações básicas de atacar ou fugir. Ele regula as funções sexuais, o medo, a raiva e assim por diante! É conhecido como Sistema Nervoso Autônomo, ou ainda, Periférico.

Descobriu-se também que todos os animais superiores detém este mesmo mecanismo cerebral e o que vem a diferenciá-los são as demais regiões cerebrais. Temos de lembrar que o cérebro é, antes de mais nada, um mecanismo para manter o corpo e para exposição do princípio inteligente. Neste ponto somos extremamente semelhantes aos animais deste planeta!

Tudo o que expliquei até o momento pode ser lido em "Inteligência Emocional" de Daniel Coleman (Phd). Diversos outros nomes técnicos são encontrados academicamente Mas vamos nos situar na relação entre eles.

"O Livro dos Espíritos" nos alerta que o instinto sempre existe! Independentemente do nível de inteligência do interlocutor!!!!! Neste aspecto chamo atenção sobre a dominação aos instintos! A resposta não está na inteligência! Está na Moral Universal. Não é o fato de ser inteligente que leve o homem a não praticar conforme determina seus instintos. Devemos nos lembrar, entretanto, que a Moral só é compreendida pelo inteligente!

"O Céu e Inferno", questão 18, nos alerta que crescemos em inteligência e que, por isto, recebemos hoje uma revelação mais completa que a que foi dada no princípio! Ou seja, temos maiores condições de entender as verdades trazidas pelo Espiritismo hoje, do que tínhamos em vidas anteriores. Logo, a inteligência é condição necessária para absorver a Moral Universal, mas sua existência não implica em um ser mais moral!

"O Livro dos Espíritos" nos alerta que, algumas vezes, devido a falhas em nossa educação, deixamos de nos guiar por nossos instintos e que eles estão muitas vezes certos! Alertam ainda que HÁ O INSTINTO DO BEM, e que nem sempre o escutamos! Faço muitas vezes a colocação de que podemos encontrar o caminho certo através de nós mesmos! Ouvindo a consciência. Faço também o alerta que é o ser superior quem domina os instintos. E que os instintos dominam os seres mais básicos! Há sempre porém, esta ressalva: Os instintos do bem existem invariavelmente em todos!

Neste ponto, vou explorar a divergência entre o instinto e a inteligência:

O que é inteligência? Seria a capacidade de raciocinar e fazer escolhas? E o que é o instinto? Seriam as respostas prontas que o organismo nos traz?

Eis então o motivo de um independer do outro, sob o ponto de vista físico:

A inteligência é o que permite as escolhas! O instinto é uma das escolhas. Bonito isto, não? O Creador não nos deixa sem respostas e ainda permite que, gradativamente, possamos desenvolver as nossas próprias respostas! Eis que os animais fazem, certas vezes, coisas que nos levam a entender como amor, como altruísmo e assim por diante! Estes são os bons instintos aos que se referem os espíritos! Todos os animais os tem, assim como nós mesmos.

Por fim, alertam-nos os espíritos sobre o fato da Inteligência ser tomada da Inteligência Universal: DEUS! Deus é a Inteligência Suprema. Eis a "imagem e semelhança" que nos é apontada pela Gênese Bíblica. Quanto mais inteligentes nos tornamos, mais capazes de compreender a Moral Universal, mais aptos a ver Deus estaremos nós, desde que consigamos dominar os maus instintos!

E para finalizar, um pontinho polêmico: O instinto é do corpo e não do espírito! São dez citações de "O Livro dos Espíritos" em pontos diferentes afirmando isto!

Gostaria de pedir-lhes desculpas, pois o tempo não nos permitiu falar sobre o fluído vital e a matéria resultando em vida devido a sua combinação! Mas se alguém tiver perguntas sobre, posso respondê-las. Vamos as perguntas.

Perguntas/Respostas:

[01] <+nykyu> Onde em "O Livro dos Espíritos" fala que o instinto é do corpo?

<@MBueno> O amigo tem o Acrobat Reader (programa para visualizar as Obras Básicas que podem ser baixadas em http: www.febrasil.org.br) instalado? Se tiver, dê uma busca na palavra instinto! Vai impressionar-se quanto ao número de referências! (t)

[02] <+Selma_AM_estudos> Podemos considerar nossa consciência como instinto?

<@MBueno> Há uma diferença fundamental entre a consciência e o instinto, Selma! A consciência traz, além do instinto como componente, a memória das experiências obtidas ao longo das vidas anteriores a esta! O instinto é resultante deste corpo que agora faz uso! O instinto não se desenvolve, não se aprimora! É o que é: estático! Um programa fixo que está presente ao nascer! A consciência, por estar aliada a inteligência alcança instâncias superiores e beira o raciocínio, apesar de não sê-lo ainda! (t)

[03] <+mobsued> Bom, tudo bem que o instinto seja do corpo, mas espíritos apegados ao corpo não sentem até frio, como pessoas?

<@MBueno> Exato, Mobsued. É exatamente aí que muitos confundem-se, pensando que o instinto está no espírito. Quanto mais voltado aos instintos está o espírito, maior é a fração que ele conserva de energias rudes no perispírito e, mais animalizado, termina por conservar reações que parecem instintivas, mas são, na realidade, resultantes de vícios morais. (t)

[04] <+|Curiosa|> O homem ainda traz em seu íntimo o animal que já foi em sua jornada evolutiva? É este instinto animal que o faz atacar, matar e destruir outro homem?

<@MBueno> Na verdade não, Curiosa! Veja que não fomos animais neste planeta. A evolução ao reino hominal demanda muito tempo e não seria possível, salvo raras exceções, como nos dizem os espíritos, poderiam evoluir tão rapidamente. O que acontece na verdade é que o instinto existe A DESPEITO da inteligência. Ele está lá, lado a lado! Temos o instinto de preservação, nosso e da espécie! Temos o instinto de reprodução, a fome, a sede e assim por diante. Coisas que vão disparar mecanismos de proteção, nossa reação frente a eles é que vai determinar nosso compromisso diante da Moral Universal. (t)

[05] <+Selma_AM_estudos> Mauro, você falou que, quanto mais voltado aos instintos está o espírito, maior é a fração que ele conserva de energias rudes. Isso seria válido também para os bons instintos?

<@MBueno>Exato, Selma! Ocorre que o espírito voltado aos bons instintos evolui mais depressa, e com isto, liberta-se mais facilmente da animalidade. Porém, isto se dá por ação de elevação moral. Os bons instintos são, entretanto, instinto e os efeitos dos instintos sobre o homem são diversos. Deixe exemplificar de maneira mais clara:

Uma dada pessoa é submetida a uma cirurgia cardíaca! Carregará consigo a cicatriz resultante deste corte feito sobre seus tecidos. Entretanto, viverá mais e melhor! Este foi um bom corte de tecidos então!

Ao contrário, se em uma briga, um homem esfaqueia o outro, lá estará a cicatriz. Porém, este é um mau corte. O instinto causará seus efeitos, comparando-o ao corte, conforme sua natureza. (t)

[06] <+solmar> Não consegui entender como o instinto faz parte do corpo, pois já vivi situação em que a razão, ou seja, a inteligência mandava que eu fosse a um determinado compromisso, meu instinto dizia que não deveria ir. Resultado: segui a inteligência e houve uma tragédia no local que, de alguma forma, me atingiu. Como posso entender que o instinto não faça parte do nosso espírito? Eu entendo até instinto como um aviso.

<@MBueno> Solmar, vamos avaliar a situação que propôs, ok? Como sabe que era o instinto que te sugeria outra direção? O instinto é o que te chama a preservação, ok? Ele está mais afeito ao corpo físico que as causas espirituais! Eu prefiro acreditar que recebeu um aviso de um espírito amigo ou da própria consciência.

Vejamos este ponto: a razão dizia vá, e uma sensação lá no fundo dizia não, certo? A isto chamamos intuição. (t)

[07] <+jal> Põe polêmica nisto: "isto é do corpo e não do espírito ". Um comentário de Kardec à resposta 393 de "O Livro dos Espíritos" diz : "(...) nossas tendências instintivas são uma reminiscência de nosso passado. (...)". Logo, como poderia o corpo ser portador de reminiscências do passado? Daí a importância de analisarmos as referências que afirmam o assunto, para facilitar o estudo. Qual a referência onde se afirma diretamente que o instinto é do corpo?

<@MBueno> Bem, uma pergunta por vez, vamos lá.

Ao reencarnar, o amigo modela seu próprio corpo conforme suas aptidões! Então, se traz consigo só vícios resultantes dos instintos, imprimirá neste novo corpo que recebe as características para tanto. Veja também que os termos instinto e intuição são por vezes usados como sinônimos sem o serem. Quanto a referência, Leia a questão 605, vou colar um pedaço:

"Considerando-se todos os pontos de contato que existem entre o homem e os animais, não seria lícito pensar que o homem possui duas almas: a alma animal e a alma espírita e que, se esta última não existisse, só como o bruto poderia ele viver? Por outra: que o animal é um ser semelhante ao homem, tendo de menos a alma espírita? Dessa maneira de ver resultaria serem os bons e os maus instintos do homem efeito da predominância de uma ou outra dessas almas?"

E agora a resposta:

"Não, o homem não tem duas almas. O corpo, porém, tem seus instintos, resultantes da sensação peculiar aos órgãos. Dupla, no homem, só é a Natureza. Há nele a natureza animal e a natureza espiritual. Participa, pelo seu corpo, da natureza dos animais e de seus instintos. Por sua alma, participa da dos Espíritos." (t)

[08] <+mobsued> Creio que então seja uma intuição de fazer o bem, pois que instinto é uma coisa material, e um corpo não sabe ou poderia explicar melhor como age o instinto?

<@MBueno> Posso sim! Ele (o instinto) age como o medo, a fome, a raiva e assim por diante. Ele advém da área mais primitiva do cérebro e não é dependente da área onde está a inteligência superior. Esta é, sobretudo, uma ação que nasce quase automaticamente. A ação do instinto é aquela primeira, mais automática! Aquela de segurar a pessoa a teu lado que escorrega, de pegar algo no ar antes de cair, etc. (t)

Oração Final:

<@claralice> E que a doce figura do Mestre Jesus nos envolva com a sua paz e, assim, vamos buscando agradecer toda a assistência espiritual recebida durante esta nossa reunião de estudos em que tivemos a feliz oportunidade de entrarmos em contato com assuntos e informações que nos auxiliam a melhor compreendermo-nos.

Neste instante em que estamos finalizando esta atividade, agradecidos a todos Bons Amigos Espirituais que partilham conosco esta hora e agradecidos a todos quanto auxiliam todas as atividades do IRC-Espiritismo e deste canal. Rogamos a Jesus que seu amor incondicional pela humanidade se estenda a todos os nossos irmãos que sofrem as agruras da vida no silêncio das lágrimas. Que as tuas bênçãos possam alcançar a todos que desejam a transformação íntima e que essas bênçãos sejam também por nosso querido Irmão Francisco Cândido Xavier, que amanhã (02/04) estará aniversariando, completando 90 anos dedicados ao próximo, à humanidade.

Assim sendo, Amigo Jesus que possamos agradecer-vos desejando que sua proteção e paz desta hora nos acompanhe por toda a próxima semana. Que assim seja!