Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

sábado, 4 de fevereiro de 2017

A Verdadeira Generosidade

A Verdadeira Generosidade

 O Evangelho Segundo o Espiritismo      


Cap. 23  - QUE VOSSA MÃO ESQUERDA NÃO SAIBA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA
  Objetivos:
- Sensibilizar as crianças que a humanidade forma uma grande família e por isso é tão importante sermos fraternos uns com os outros.
- Trabalhar os conceitos de generosidade, respeito e compaixão para com os infortúnios dos outros.
- Reconhecer o Perdão como fundamento dos ensinos de Jesus, indispensável para nossa paz interior e nossa evolução moral.
- Explicar e desenvolver o conceito de fraternidade.
- Mostrar às crianças a importância de praticar a caridade, mas sem ostentação.

Bibliografia: ESE, cap. 23: Livro dos Espíritos: Q. 886; Manual Prático do Espírita Ney Prieto Peres; O Evangelho Segundo o Espiritismo para a Infância, de Maria Helena Fernandes Leite; Conteúdo Programático da UEM.

Harmonização com músicas

Prece Inicial

PRIMEIRO MOMENTO: 



Hora da Estória – A Generosidade de Bianca

Bianca havia aprendido com seus pais que toda criança que ama Jesus deve ser generosa. Ela não sabia bem o que era ser generosa, mas entendeu que devia pensar mais nas outras pessoas do que nela mesma e fazer o bem sem esperar nada em troca.

Perto da casa de Bianca vivia uma senhora idosa que se chamava Margarida. Dona margarida era viúva e morava sozinha. Sua casa era bem humilde, toda feita de tábuas e sem nenhum conforto. Bianca tinha muita pena de dela.

Todos os dias, quando ia para a escola, passava em frente à casa dela e pensava:“preciso ajudar a dona Margarida”. E de tanto pensar e pensar ela acabou tendo uma idéia: todas as semanas o papai lhe dava uma mesada para ela gastar com o que quisesse então ela decidiu que a usaria para ajudar aquela senhora.

- Papai, quando o senhor vai me dar à mesada desta semana?

- No dia de sempre, filha, sexta-feira. 

- O senhor pode me dar um aumento?

- Aumento? Para quê?

- Ah, papai, estou com um projeto em mente e preciso de dinheiro.

- Qual é esse projeto misterioso? Pode me contar?

- Por enquanto é segredo. Mas é uma coisa que lhe vai encher de orgulho!

- Está bem, eu confio em você. Vou lhe dar um aumento.

Bianca pulou no colo do papai e lhe encheu de beijos. Na sexta-feira, papai deu a mesada conforme combinado e, assim que Bianca recebeu, correu ao supermercado e comprou uma cesta básica bem recheada e pediu que entregassem no endereço da dona Margarida. Lá de sua casa ficou espionando até ver o carro de entregas do mercado chegar. Seus olhinhos brilharam e deu um enorme sorriso quando viu a cara de surpresa que dona Margarida fez ao receber a encomenda!

Na outra semana, quando o papai lhe deu a mesada, correu até uma loja de roupas e comprou um casaco de frio. Ela sabia que dona Margarida não tinha um casaco quentinho e que devia estar precisando, pois o inverno já havia chegado. Pediu para a vendedora embrulhar e, na volta para casa, entrou bem de vagarinho no quintal da dona Margarida e colocou o pacote na porta de sua casa.

Novamente, ficou espionando e pulou de alegria quando viu o rosto radiante de dona Margarida ao abrir aquele pacote deixado em sua porta. E assim, durante várias semanas, Bianca recebia sua mesada e saía correndo comprar alguma coisa para dar à dona Margarida e sempre ficava espiando para ver sua alegria e surpresa quando recebia o presente. Certa sexta-feira, o papai, desconfiado das atitudes estranhas de sua filha, resolveu que segui-la para ver o que estava aprontando.

Sem que Bianca percebesse, a viu entrar numa loja. Ficou observando pelo vidro da vitrine e a viu comprando um cobertor. Ficou intrigado: “O que será que Bianca vai fazer com esse cobertor? Ela já tem tantos em casa!” Continuou seguindo e viu Bianca entrando no quintal de dona Margarida e deixando o embrulho em sua porta. Seu coração ficou emocionado, pois naquele momento entendeu qual era o projeto do qual ela havia falado quando pediu um aumento na mesada. Foi para casa e agiu como se não soubesse nada. Na hora de dormir, foi ao quarto de Bianca para lhe dar um beijinho de boa noite e disse:

- Oi, filhinha, vim lhe dar boa noite!

- Pode entrar papai!

Ele se sentou ao seu lado e começou lhe contar uma história. A história falava de uma garotinha que amava ajudar as pessoas e por isso era amada por todos. Bianca então disse:

- Papai é muito bom mesmo ajudar as pessoas! Esse é o meu projeto secreto. Estou usando toda a minha mesada para ajudar a dona Margarida. Ela é muito pobrezinha e fico muito preocupada com ela. Tenho medo de que ela passe frio ou fome e, como ela não tem filhos e vive sozinha, resolvi adotá-la.

- Filha, bem que você me disse que eu teria orgulho de você! Estou explodindo de orgulho! Você está fazendo uma coisa realmente maravilhosa!

- Você acha papai?

- Claro! Quanto de sua mesada você está usando em seu projeto?

- Tudinho!

- Tudo?

- Sim, papai! E não estou sentindo falta de nada!

- E por que você não quer que ela veja que é você quem lhe dá os presentes?

- Porque eu aprendi que devemos fazer o bem sem esperar nada em troca. Assim, se ela não souber quem está lhe dando todas aquelas coisas, não vai se sentir obrigada a me dar nada.

Depois de tudo aquilo, o papai resolveu que tinha que ajudar também. Assim, os dois criaram uma parceria e passaram a ajudar em segredo, não somente dona Margarida, mas outras pessoas que também precisavam!

SEGUNDO MOMENTO:

Vamos descobrir que sentimento bonito Bianca guarda em seu coração?

Vocês concordam que podemos dizer que ela compartilhou e até renunciou toda sua mesada com Dona Margarida, que a amparou com alimentos e roupas, que a socorreu em suas necessidades mais importante naqueles momentos, ela demonstrou que também não era apegada aos bens materiais doando sua mesada. Podemos também dizer que Bianca se preocupava com a senhora sem mesmo conhecê-la, teve piedade dela, e a ajudou com alegria, e ainda fez sem se mostrar para não afligir a pobre senhora. Ela fez todo o bem que podia para a senhora espontaneamente, por decisão própria.

Colar no quadro as palavras escritas dentro de corações coloridos:COMPARTILHAR, AMPARAR, DOAR, SOCORRER, RENUNCIAR, BONDADE, PIEDADE, GENEROSIDADE, AMOR AO PRÓXIMO. 

Pedir que indiquem num dos corações, qual sentimento que Bianca demonstrou guardar em seu coração com a ação de ajudar dona Margarida. Após as respostas dizer que é GENEROSIDADE o sentimento que ela guardava no coração.

O que significa ser generoso?
Ser bom, pródigo, saber fazer o bem, ser desapegado aos bens materiais, ter alegria e satisfação em servir. Contentar-se com aquilo de bom e agradável que possa proporcionar a alguém.

A generosidade é característica dos que aplicam a caridade com naturalidade, com espontaneidade.
Quem é generoso, não sente dificuldade em ser bom, não lhe é sacrificial. Pelo contrário, o faz por gosto e satisfação, não se cansa, não se irrita não se perturba.

O generoso, portanto, age com beneficência, com bondade, guarda em seu coração o amor pelo próximo, a fraternidade e a caridade.

As crianças generosas sabem que sendo assim como Bianca estão imitando seu melhor amigo, Jesus. Vamos ver algumas coisas que crianças generosas fazem:
  • Emprestam seus brinquedos para os amiguinhos e não tem ciúmes de suas coisas, deixando outras crianças usarem.
  • Quando precisam repartir algo que têm, gostam de dar a maior parte para o outro.
  • Gostam de ajudar o papai, a mamãe e também outras pessoas para que não fiquem muito cansados.
  • Ficam felizes com a vitória dos outras, não sentindo inveja de suas conquistas.
  • Deixa seus irmãozinhos e coleguinhas participarem de suas brincadeiras e é paciente com eles.
  • Ajudam os outros sem esperar nada em troca, pois se sentem felizes em ajudar.
  • Sentem-se felizes em ver os outros felizes.
  • Sabem desculpar a todas as pessoas e não ficam magoados por qualquer coisa porque são compreensivos.
  • São sempre gentis, ouvem, falam, e vêem com paciência e amor as pessoas.
  • Crianças generosas não são apenas crianças educadas, são realmente boas e sinceras.
Ser generoso não é só doar coisas materiais, mas saber ser amigo sincero, companheiro, ser fraterno saber ver os outros com compreensão.

A generosidade é verdadeira riqueza da alma. E para ser generoso, você só precisa partilhar qualquer coisa que tenha. E não pense que para ser generoso você precisa ser rico. É exatamente o contrário: se você quer ser rico, seja generoso!

TERCEIRO MOMENTO: Jesus nos ensinou...

Não é necessário ser rico para fazer caridade. Um abraço, uma palavra amiga, repartindo-se o que se tem, é a maior caridade e agrada a Deus. Jesus nos ensinou sobre caridade e generosidade contando uma história...

O ÓBULO DA VIÚVA

Jesus estava sentado perto de um lugar onde as pessoas depositavam suas moedas, para ajudar os pobres.
Veio um homem muito rico e colocou muitas moedas. Embora ele tenha dado bastante, deu o que não lhe fazia falta.
Logo chegou uma mulher viúva, pobre, pensando nas pessoas que nada tinham, e colocou ali duas moedas.
Jesus então chamou os seus discípulos e lhes disse: - “Na verdade, esta pobre viúva deu mais do que todos aqueles que colocaram no gazofilácio; porque todos os outros deram de sua riqueza, mas esta deu de sua pobreza, tudo mesmo o que tinha e que lhe restava para viver.”
*Gazofilácio: Caixa dos pobres

Aos olhos de Jesus, teve maior valor a esmola da viúva pobre, porque ela tinha tão pouco e assim mesmo deu tudo que tinha, fazendo sacrifício.
Aquele homem rico estava aplicando bem o seu dinheiro, mas Jesus chama atenção que para ajudar o próximo não precisa ser rico. Baste ter amor no coração. Existem muitas maneiras de ajudar o próximo. Pedir que citem algumas maneiras.