Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

terça-feira, 11 de agosto de 2015

CHICO XAVIER E SÃO FRANCISCO DE ASSIS SÃO O MESMO ESPÍRITO



http://entreterraeoceu.blogspot.com.br/2012/10/chico-xavier-e-sao-francisco-de-assis.html


Eu sempre tive uma imensa curiosidade: Allan Kardec/Chico Xavier se encontrava na Terra na época de Jesus? Seria ele um dos 12 apóstolos do Cristo? Levando-se em conta que o Espiritismo é o outro Consolador prometido, que é a Terceira Revelação de Deus, esse espírito tinha que necessariamente ser um dos 12. E agora, finalmente chegou a revelação que eu e muitos estudiosos do Espiritismo aguardávamos com certa ansiedade. Sim, Kardec/Chico era a reencarnação de São João Evangelista, que por sua vez era São Francisco de Assis. Isso mesmo, caríssimo leitor: Chico Xavier era São Francisco de Assis. Quer dizer: ele foi Chico duas vezes! Essa revelação faz parte do livro “Emmanuel, Médium de Jesus”, do espírito Inácio Ferreira e psicografado por Carlos Baccelli. Trata-se de uma informação novíssima, que naturalmente precisa ser analisada e refletida com muito carinho por todos que admiram e respeitam esse mensageiro do Cristo, merecidamente eleito, dia 03 de outubro, “O Maior Brasileiro de Todos os Tempos”.  
Sim, caríssimo leitor, São João Evangelista, São Francisco de Assis, Allan Kardec e Chico Xavier são o mesmo espírito. Quatro encarnações missionárias, todas diretamente ligadas ao Nosso Senhor Jesus Cristo. Eu nem imagino como os católicos receberão essa revelação, já que São Francisco de Assis é um dos santos mais queridos dos nossos irmãos, valendo lembrar que nós espíritas também temos, não é à toa, imenso carinho e respeito por esse missionário. Existem inclusive centros espíritas com o nome do “poverello” de Assis. Agora, portanto, fica claro para nós de onde vem tanta empatia. Nesse aspecto vale acrescentar, que esse mesmo espírito está igualmente ligado aos nossos irmãos protestantes. Explico melhor: é que Chico Xavier também foi a reencarnação de Jan Huss (pronuncia-se Ian Rûs), que viveu em Praga, na Boêmia (atual República Tcheca), no ano de 1402, e foi pensador e reformador religioso, sendo o precursor do Protestantismo. Portanto, nosso querido Chico está diretamente ligado ao Cristianismo do tempo de Jesus, quando vergava a personalidade de São João Evangelista. Na Idade Média, reencarnou como São Francisco de Assis e se tornou um dos principais santos do catolicismo, foi o precursor do protestantismo, de onde se originam todas as igrejas evangélicas da atualidade e, claro, diretamente ligado ao Outro Consolador Prometido por Jesus, que é o Espiritismo, no papel de codificador (Allan Kardec) e daquele que deu seqüência a esse trabalho monumental como Chico Xavier, ligando a Doutrina ao Evangelho de Jesus de forma definitiva.
Platão
Uma outra reencarnação igualmente missionária de Chico foi como Platão, aquele que registrou para a humanidade a filosofia do grego Sócrates. Esta revelação está no livro “Fundação Emmanuel”, também da dupla Inácio Ferreira e Carlos Bacceli. Valendo comentar ainda que Sócrates e Platão podem ser considerados os precursores da Doutrina Cristã e do Espiritismo. E é interessante notar que em “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, Kardec inicia a obra mostrando exatamente os pontos em comum entre a filosofia de Sócrates e a Doutrina de Jesus Cristo.
 Ainda de acordo com o livro “Fundação Emmanuel”, antes de reencarnar como Chico Xavier, o espírito Allan Kardec teve dois maravilhosos encontros com Jesus Cristo. “Após ter cumprido a sua tarefa na França, deixando a Doutrina consolidada, Kardec foi chamado aos Planos Reluzentes. O encontro foi presenciado por poucos espíritos, dentre os quais se destaca o venerável Dr. Bezerra de Menezes, um dos baluartes do Cristianismo nascente. Ao se reconhecer na presença do Cristo, Allan Kardec caiu de joelhos, em pranto convulsivo, e assim permaneceu, sem ousar erguer a fronte... Não se sabe o que ambos conversaram, ou melhor, o que o Codificador teria, então, ouvido do Divino Mestre. Sabe-se apenas que o seu espírito pairou nas Regiões Superiores, dilatando as suas possibilidades espirituais e se refazendo, com o propósito de retomar o labor, no início do século passado”. Ainda de acordo com o novo livro de Inácio Ferreira, “os espíritos que presenciaram, nos Planos Superiores, o segundo encontro de Jesus com Allan Kardec, às vésperas de sua reencarnação, contam que o Mestre sentou-se junto a ele na relva esmeraldina e o aconchegou de encontro ao peito, pousando-lhe a destra sobre a cabeça. O Cristo parecia introduzir a mão diretamente em seu cérebro. Adormecendo nos braços do Senhor, a figura imponente do Codificador começou a se transfigurar”.