Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Inimigos desencarnados

Inimigos desencarnados

Muitos homens nem sequer suspeitam que suas ações são influenciadas por espíritos que os odeiam, que querem o seu mal e fracasso. São os inimigos do lado de lá - abastecidos com a arma da invisibilidade.

Para entendermos que existem espíritos que nos são obsessores implacáveis desde o nascimento, o conhecimento da reencarnação se faz imprescindível.

No passado, pessoas que prejudicaram outras, e isso passou supostamente despercebido pela ''justiça'', hoje são perturbadas pelas que ainda não evoluíram e se mantém presas ao passado de sofrimento, desejando vingança.

No plano espiritual, arquitetam planos para levarem o antigo algoz ao completo fracasso, não raramente a própria morte, para poderem continuar com a obsessão.

Não se regeneraram e não compreendem a regeneração dos que hoje estão parcialmente regenerados.

Se ontem usufruímos do livre-arbítrio para prejudicar, é natural que hoje as Leis da Vida permitam a aproximação do endividado com a sua dívida.

O amor é o único que deve vencer e triunfar. Nenhum espírito, obsessor e inimigo, permanece eternamente nesta condição.

Certa vez, um amigo e palestrante espírita relatou que, ajudando a coordenação de uma sessão mediúnica, um obsessor disse que não mais exerceria obsessão a determinada pessoa. Ele, o obsessor, a odiava, disse, mas ela ajudava tanto a outras pessoas que ele não podia mais continuar prejudicando alguém que fazia tanto bem aos outros.

A fé em Deus, sobretudo, é a ferramenta certa para não cairmos nas armadilhas desenhadas por irmãos ignorantes que estão afastados, às vezes com influência nossa, do caminho do bem.