Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

domingo, 10 de julho de 2016

ATIRE A PRIMEIRA PEDRA QUEM ESTIVER SEM PECADO

ATIRE A PRIMEIRA PEDRA QUEM ESTIVER SEM PECADO


Djalma Santos


A vinda de Jesus ao Planeta Terra, foi anunciada com séculos de antecedência, através dos Magos, Adivinhadores, Profetas, Sibilas, com informações de que, nasceria no seio do povo judeu um Messias, um ser iluminado, que iria libertar aquele povo da servidão.

Por ocasião do nascimento de Jesus, os judeus estavam sob o jugo dos romanos, mas antes estiveram dominados pelos filisteus, amonistas, babilônicos, persas e sírios, num sofrimento inenarrável, devido as humilhações a que eram sujeitos, trabalhando como escravos, sem rumo e sem pátria.

O conhecimento sobre a vinda do Cristo, encheu os corações dos judeus de esperança e de júbilo, pois desejavam um herói que viesse bradando armas, vencesse os romanos, e eles então passariam de dominados a dominadores. Esse talvez tenha sido o maior erro daquele povo sofrido, porque Jesus veio para abrandar o coração humano, para nos deixar um código de amor, que é o seu testamento, o Evangelho de Jesus.

Jesus nasce numa estrebaria junto aos animais, e permanece com sua família até os trinta anos. Inicia então numa pequena colina a pregação sistemática de sua doutrina de amor para os seus primeiros adeptos e os doze apóstolos por ele escolhidos. Iniciava fazendo uma pergunta intrigante para o pequeno público que o acompanhava: “Que buscais”, perguntou Jesus. Ele queria saber o que eles queriam para as suas vidas; qual era objeto da predileção de cada um ali presente, porque mais tarde, já quase no final de sua missão, ele afirma:” Aonde estiver o teu tesouro, ali estará o seu coração”.

Um grupo de desordeiros, comandados possivelmente pelos Sacerdotes do Templo, que odiavam, levaram até o Mestre uma mulher apanhada em adultério, e que segundo a Lei de Moisés, teria que ser punida com o apedrejamento.

Disseram ao divino Mestre: Senhor, esta mulher foi apanhada em flagrante adultério, e segundo a Lei tem que ser apedrejada; o que diz o Mestre? Jesus estava sentado escrevendo alguma coisa na areia, e levantou a cabeça aos poucos encarando aquela multidão. Reconheceu naqueles homens bravios, coléricos, e rancorosos, todo tipo de maldade e perversidade, além da sensualidade de que eram portadores; pois muitos deles não saiam dos bordéis em grande número na cidade; respondeu: “Quem estiver sem pecado, que atire a primeira pedra”.

Os algozes daquela pobre mulher, entenderam o que Jesus quis dizer, e foram saindo um após o outro, deixando o Mestre a sós com a infratora da Lei Mosaica. Jesus então perguntou: Não te condenaram? Ela respondeu que não, e o divino Mestre disse: Eu também não te condeno; vai e não pegue mais! É importante observar que a recomendação de Jesus, é uma advertência que diz o seguinte: Não volte a fazer as coisas que fazia antes, para que não lhe aconteça coisa pior.

Segundo Jesus, a justiça deve ser amparada no amor, na compreensão, no entendimento, na misericórdia e na bondade fraterna, socorrendo sempre, assistindo e orientando, alimentando e fortalecendo os mais fracos, os deserdados da sorte, indicando sempre um caminho de paz, alegria e felicidade, para estimular a liberdade humana a não ceder aos vícios, desejos e paixões.

Quanto à mulher adúltera, consta que ela ao receber a advertência de Jesus para não mais pecar saiu em disparada da frente do Mestre, voltou ao prostíbulo onde trabalhava, retirou toda sua maquiagem , roupas e sapatos de luxo, esvaziou os armários e deu todas as roupas para as companheiras de infortúnio; vestiu uma túnica branca, calçou sandálias simples, e voltou para Jesus, seguindo-o até à sua morte na cruz.

Ela foi uma das mulheres que mais sofreu com o suplício de Jesus, subindo ao gólgota junto do Mestre, levando tapas e empurrões dos guardas, mas não se afastando um metro do maior dispensador de bens eternos do mundo, Jesus.



Fonte bibliográfica: Bíblia Sagrada.