Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

terça-feira, 14 de junho de 2016

Escândalo - Miramez

ESCÂNDALO

O que chamamos de mal, por vezes é necessário, conforme a evolução da alma. Isso constitui processo de despertamento do Espírito. Somente depois que o Espírito atinge determinado grau de evolução espiritual, não é mais necessário o escândalo. È bom que anotemos o que disse Jesus: Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é inevitável que venham escândalos, mas ai do homem peio qual vem o escândalo. (Mateus, 18:7) "O Livro dos Espíritos" fala o mesmo que o Evangelho, por ser a sua continuação, falando as mesmas verdades espirituais. O escândalo é necessário, no entanto, ai do homem que escandalizar. Há certas circunstâncias na vida em que a alma se sente obrigada a agir mal, entretanto, ela recebe a correspondência do referido erro, para aprender a respeitar a lei.
O verdadeiro erro se encontra no mal, que desfaz a fraternidade e faz esquecer o amor; que não conhece a caridade, e muito menos o perdão. Disse "O Livro dos Espíritos":
Embora necessário, o mal não deixa de ser o mal.
O Espiritismo, codificado pelo ilustre professor Allan Kardec, junto ao qual muitos Espíritos puros trabalharam, vem,pela força do amor de Jesus, nos ajudar a não precisarmos mais de escandalizar. Essa necessidade desaparece à medida que o Espírito vai se depurando, porque "o amor cobre a multidão dos pecados", disse o apóstolo Pedro. Cobre porque instrui e educa, traz ao homem, ou mesmo ao Espírito desencarnado, a luz do entendimento. A alegria nele é constante, por se alegrar pelo amor, e perdoa por amor aos seus semelhantes.
Quem dota as almas dessa pureza, são os processos da reencarnação. É pois, de corpo a corpo, de passo a passo na senda da vida e nas vidas sucessivas, que o Espírito se sente livre de todo mal. A grande cooperação da Doutrina dos Espíritos é nos ensinar a fazer e sentir a caridade, força poderosa que vibra e liberta as criaturas em todos os mundos.
Se tu sentes necessidade de escandalizar, tem cuidado, que o teu mundo interno não vai bem. Usa o recurso da oração e da vigilância, para não caíres em novas tentações, porque o fruto do mal é a desarmonia de todos os sentimentos. Compete a cada um policiar-se a si mesmo, estudar a natureza e buscar em Cristo todo o socorro para manifestação do bem universal em nossos caminhos.
O Espírito foi criado, tornamos a repetir, simples e ignorante, e para que ele desperte, ou comece a despertar suas qualidades que dormem na consciência, necessário se faz que a princípio ele conheça o mal. É pelas conseqüências do mal, que o bem surge com todo o seu fulgor. Para conhecer um homem de bem, verifica se a sua vida é um bem contínuo, se esse homem ama dentro da universalidade das coisas, se esse homem perdoa, sem condições estipuladas.
Tudo no mundo se encontra dirigido pela justiça, que é o mesmo amor e a mesma harmonia universal. Se já conheces o Evangelho, e se já te esforças para vivê-lo, não compensa dares escândalos, por ser a sua corrigenda dolorosa.