Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

terça-feira, 14 de junho de 2016

Deixai que venham a mim as criancinhas - cvdee

EESE044b - Cap. VIII - Itens 18 e 19
Tema: Deixai que venham a mim as
criancinhas
-------------------------------------------------------------------

A - Texto de Apoio:

Disse o Cristo: "Deixai que venham a mim as criancinhas." Profundas em sua simplicidade, essas palavras não continham um simples chamamento dirigido às crianças, mas, também, o das almas que gravitam nas regiões inferiores, onde o infortúnio desconhece a esperança. Jesus chamava a si a infância intelectual da criatura formada: os fracos, os escravizados e os viciosos. Ele nada podia ensinar à infância física, presa à matéria, submetida ao jugo do instinto, ainda não incluída na categoria superior da razão e da vontade que se exercem em torno dela e por ela.
Queria que os homens a ele fossem com a confiança daqueles entezinhos de passos vacilantes, cujo chamamento conquistava, para o seu, o coração das mulheres, que são todas mães. Submetia assim as almas à sua terna e misteriosa autoridade. Ele foi o facho que ilumina as trevas, a claridade matinal que toca a despertar; foi o iniciador do Espiritismo, que a seu turno atrairá para ele, não as criancinhas, mas os homens de boa-vontade.

Está empenhada a ação viril; já não se trata de crer instintivamente, nem de obedecer maquinalmente; é preciso que o homem siga a lei inteligente que se lhe revela na sua universalidade.

Meus bem-amados, são chegados os tempos em que, explicados, os erros se tomarão verdades. Ensinar-vos-emos o sentido exato das parábolas e vos mostraremos a forte correlação que existe entre o que foi e o que é. Digo-vos, em verdade: a manifestação espírita avulta no horizonte, e aqui está o seu enviado, que vai resplandecer como o Sol no cume dos montes. -João Evangelista. (Paris, 1863.)

Deixai venham a mim as criancinhas, pois tenho o leite que fortalece os fracos. Deixai venham a mim todos os que, tímidos e débeis, necessitam de amparo e consolação.

Deixai venham a mim os ignorantes, para que eu os esclareça. Deixai venham a mim todos os que sofrem, a multidão dos aflitos e dos infortunados: eu lhes ensinarei o grande remédio que suaviza os males da vida e lhes revelarei o segredo da cura de suas feridas! Qual é, meus amigos, esse bálsamo soberano, que possui tão grande virtude, que se aplica a todas as chagas do coração e as cicatriza? E o amor, é a caridade! Se possuís esse fogo divino, que é o que podereis temer? Direis a todos os instantes de vossa vida: "Meu Pai, que a tua vontade se faça e não a minha; se te apraz experimentar-me pela dor e pelas tribulações, bendito sejas, porquanto é para meu bem, eu o sei, que a tua mão sobre mim se abate. Se é do teu agrado, Senhor, ter piedade da tua criatura fraca, dar-lhe ao coração as alegrias sãs, bendito sejas ainda. Mas, faze que o amor divino não lhe fique amodorrado na alma, que incessantemente faça subir aos teus pés o testemunho do seu reconhecimento!"

Se tendes amor, possuís tudo o que há de desejável na Terra, possuís preciosíssima pérola, que nem os acontecimentos, nem as maldades dos que vos odeiem e persigam poderão arrebatar. Se tendes amor, tereis colocado o vosso tesouro lá onde os vermes e a ferrugem não o podem atacar e vereis apagar-se da vossa alma tudo o que seja capaz de lhe conspurcar a pureza; sentireis diminuir dia a dia o peso da matéria e, qual pássaro que adeja nos ares e já não se lembra da Terra, subireis continuamente, subireis sempre, até que vossa alma, inebriada, se farte do seu elemento de vida no seio do Senhor. - Um Espírito protetor. (Bordéus, 1861.)

B - Questões para estudo e diálogo virtual:

1 - A quem mais se referiu Jesus com o termo "criancinhas", além de se reportar a estas propriamente?

2 - O que pretendia Jesus com o chamamento "Deixai que venham a mim as criancinhas"?

3 - Como conseguir desenvolver o amor e a caridade, que são os veículos que nos levarão à felicidade?

Deixai que venham a mim as criancinhas - Conclusão Voltar ao estudo

Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo
Sala Virtual Evangelho

-------------------------------------------------------------------
EESE044b - Cap. VIII - Itens 18 e 19
Tema: Deixai que venham a mim as
criancinhas
-------------------------------------------------------------------

A - Conclusão do Estudo:

O termo criancinhas se estende aos infelizes, fracos, escravizados, viciados de qualquer idade, aos quais Jesus concita a atenção e benevolência dos homens, e para os quais promete Ele o consolo e amparo de que são carentes. Para Deus, nosso Pai, somos ainda crianças espirituais, carentes de amor e orientação.

B - Questões para estudo e diálogo virtual:

1 - A quem mais se referiu Jesus com o termo "criancinhas", além de se reportar a estas propriamente?

Referiu-se, principalmente, aos infelizes, fracos, escravizados, viciados de qualquer idade, porquanto são estes os que mais carecem de auxílio.

"Jesus chamava a si a infância intelectual da criatura formada..."

2 - O que pretendia Jesus com o chamamento "Deixai que venham a mim as criancinhas"?

Jesus propôs que se dirigissem a Ele, com esperança e confiança, todos aqueles que, quais frágeis e indefesas ciranças, necessitassem do seu amparo, pois Nele encontrariam acolhida.

"Queria que os homens a Ele fossem com a confiança daqueles entezinhos de passos vacilantes, cujo chamamento conquistava, para o seu, o coração das mulheres, que são todas mães."

3 - Como conseguir desenvolver o amor e a caridade, que são os veículos que nos levarão à felicidade?

Destruindo, primeiramente, o foco maior e causador de toda nossa degradação moral: o orgulho; depois, agindo consoante a recomendação e o exemplo do Cristo. Em resumo: tornando-nos mais criancinhas, no dizer de Jesus.

Ninguém pode doar amor e praticar a caridade sem, antes, tornar-se humilde ante os desígnos de Deus.