Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

DIREITOS NATURAIS

DIREITOS NATURAIS


                Deus não olha para os teus atos externos ou para a tua aparência, nem para nada do que está situado do teu lado de fora. Deus apenas observa o teu coração e as tuas intenções. A Divina Providência jamais te negará auxílio, mas essa ajuda será sempre proporcional à expansão de tua consciência; corresponderá à tua habilidade de discernir, avaliar e entender as leis naturais.
                O sentimento de justiça existente no coração consiste no respeito aos nossos direitos e no respeito aos direitos de cada um.
                Quem não sabe proteger seus direitos quase sempre extrapola os limites dos outros.
                Limites e bons relacionamentos andam de mãos dadas.
                Vejamos alguns direitos naturais de todo ser humano:

Direito de ser ele mesmo, sem sentir que é inferior ou superior.
Direito de mudar de opinião e de renovar-se.
Direito de cuidar de si, sem se sentir culpado.
Direito a todos os seus sentimentos: direito de sentir medo, mágoa e tristeza; direito até de esperar que esses sentimentos desapareçam.
Direito de cometer erros e de se achar vulnerável.
Direito de dizer não às coisas contrárias aos seus gostos e valores.
Direito de não ser responsável pelos atos e atitudes alheios.
Direito de conquistar amigos e de ficar feliz ao encontrá-los.
Direito de rir e se divertir o mais saudavelmente possível.
Direito de amar e de receber amor, sem a pretensão de ser compreendido por todos.

Uma vida sem limites, direitos e deveres é como um barco sem leme num imenso oceano.

UM MODO DE ENTENDER, UMA NOVA FORMA DE VIVER
Francisco do Espírito Santo Neto – Espírito Hammed