Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

MÁGOA E PERDÃO

MÁGOA E PERDÃO

Pergunta 20 – O perdão ainda é uma prática muito difícil entre nós. Que lições o perdão ensina?

         Resposta – Guardando as mágoas – e na Terra são muitas as dificuldades que surgem, produzindo mal-estar – padecerás sob imundícies e conduzirás fluidos deletérios.

         Se perdoares, porém, prosseguirás em clima de renovação superior e em labor otimista.

         O perdão é sempre mais útil a quem o concede.

         Se perdoares o vizinho invigilante, ele se sentirá estimulado a não repetir a experiência perniciosa; poderá ajudar alguém; concederá ensejo de desculpa a outrem que o haja ofendido; sentir-se-á confiante para recomeçar tudo e volver atrás, anulando o erro cometido...

         Se perdoares, auxiliarás a comunidade, medicando com amor o indivíduo que está enfermo a pesar na economia social.

         Se perdoares, olvidando a ofensa e ajudando o malfeitor, terás logrado a comunhão com o Mestre inexcedível que, embora incompreendido, traído, abandonado, martirizado e pregado a duas traves, que eram símbolos de infâmia justiçada, perdoou os que O esqueceram e prossegue até hoje amando-os, qual faz com nós próprios, que a cada instante estamos de mil formas vigorosas ou sutis traindo, deturpando, menosprezando, usando indevidamente as sublimes concessões que fruímos para a redenção espiritual, ainda sem o sucesso que já deveríamos ter alcançado.

         Perdoa, portanto, a fim de seres perdoado.



Pergunta 21 – Como exercitar o perdão?

Resposta – A fim de colimares a excelência do perdão aos que te ofendem, mister te adestres mediante antecipados critérios e exercícios contínuos.

*

Não te descuides de ler uma página mensageira de otimismo, capaz de produzir júbilo no teu mundo íntimo.

Reprime as observações menos dignas, as apreciações fúteis, as referências deprimentes e maliciosas.

Estimula a conversação edificante e quando não possas fazê-lo, reserva-te silêncio discreto, propiciatório a reflexões salutares.

Todo labor para alcançar êxito impõe a necessidade de uma técnica própria, de uma diretriz segura.

Indispensável exercitar-te mentalmente para o cometimento do perdão, a que estás chamado a cada instante.

Treina, então, a paciência, disciplinando a vontade e aprimorando a indulgência.

Não te permitas autocomiseração ou personalismo prejudicial.

Cada ser é o que constrói interiormente.

A vida sempre devolve o que recebe. Tem cuidado.

         

Livro:  Joanna de Ângelis Responde

            Divaldo Pereira Franco, pelo Espírito Joanna de Ângelis,

            organizado por José Maria de Medeiros Souza





Leia mais: http://www.dinamicaespirita.com/espiritismo-explica/magoa-e-perd%C3%A3o2/