Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Flagelos destruidores

Tema Flagelos destruidores

"O Livro dos Espíritos"
Questões 737 a 741

Estudo Espírita
Promovido pelo IRC-Espiritismo
http://www.irc-espiritismo.org.br
Centro Espírita Léon Denis
http://www.celd.org.br

Expositor: Aparecida Cruz
02/03/2002

Dirigente do Estudo da Noite:

Flavio Mendonça - Mei_PB

Oração Inicial:

<titrigo> Amigos...
vamos voltar nossos pensamentos para nosso Mestre Jesus... Harmonizando nossos corações...
e pensando assim...
Mestre Amado... aqui nos reunimos Senhor... para mais uma noite de estudos da Doutrina Espírita... prontos a participarmos da melhor forma... buscando sempre o aprendizado que nos proporcione o progresso... o entendimento.
Abençoe Mestre Amado... a todos os presente e os que não puderam, por algum motivo, estarem conosco hoje neste estudo abençoado. Agradecemos pela vida Mestre Amado, e por tudo que temos recebido. Que possamos traduzir essa gratidão em ações efetivas no bem do próximo Mestre. Esteja conosco sempre Senhor, pois precisamos muito de Ti. Que assim seja, Graças a Deus

Mensagem Introdutória:

FLAGELOS

Ante as calamidades que afligem a natureza, gerando o espetáculo deprimente das provações coletivas, não te esqueças daquele mundo vivo que somos nós mesmos, governado por leis que não poderemos trair. Lembra-te de que todos os nossos desacertos na luta e deserções do dever representam deplorável plantação de males em nossa rota. A rendição ao vício e o culto da crueldade criam espessas nuvens de treva em torno de nossos passos a rebentarem depois, em temporais de lágrimas, que valem por destruidoras convulsões em nosso campo íntimo. É por isso que a experiência atual para nós outros permanece juncada pelos destroços de ontem, quando a nossa invigilância favoreceu na estrada que nos é própria os flagelos morais que hoje nos patrocinam as dificuldades e os sofrimentos. Os obstáculos do templo familiar, os impedimentos afetivos, os espinheiros profissionais e os tremendos conflitos interiores que nos assomam à vida constituem dolorosas reminiscências dos cataclismos da alma que nós mesmos criamos. Regeneremos, assim, o destino, suportando com heroísmo e serenidade o inquietante reajuste de agora. Achamo-nos à frente do passado que ainda vive em nós e, se nos propomos alcançar o futuro de firmamento sem sombra em que desejamos viver, saibamos carregar a cruz de provas e inibições que nós mesmos talhamos, a fim de que, com ela e por ela, possamos proclamar perante a lei o nosso justo resgate, garantindo, dessa forma, a posse de nossa verdadeira libertação.

Emmanuel

Do Livro: Fé, Paz, Amor
Psicografia: Francisco Cândido Xavier
Editora: GEEM

Exposição:

<Aparecida_Cruz> É uma oportunidade excelente... Estarmos reunidos em nome de Jesus...
Seja em qualquer lugar, até mesmo em um cantinho virtual. :))) O tema de hoje, para aqueles que não conhecem... mais profundamente a Doutrina Espírita, pode parecer a alguns contraditório. Porque, como poderia Deus, que é infinito amor e misericórdia "ferir" a humanidade, com os flagelos destruidores, conforme a questão 737 do Livro dos Espíritos. Mas, conforme vamos desenvolver durante o estudo, a idéia de ferir, trazida por Kardec, traz o sentido de castigo. O que não estaria de acordo com esta mesma lei de amor e misericórdia. Conceituando flagelos destruidores, vamos entender todos os movimentos naturais que trazem como conseqüência, desencarnes coletivos, ou atingem determinadas regiões, modificando profundamente sua estrutura. Segundo Kardec, na questão 741: "Muitos flagelos também resultam da imprevidência do homem". Vamos analisar primeiro aqueles que independem da ação humana. As enchentes naturais, os furacões, maremotos, terremotos, erupções vulcânicas. Avalanches e nevascas e etc.
Com relação a estes, o Homem já tem conseguido com o uso da sua inteligência, através de recursos tecnológicos, sobrepor-se a eles. Conforme encontramos em obras de alta tecnologia em países como o Japão e no Estado de São Francisco, nos EUA, onde prédios imensos são construídos com suas estruturas próprias para suportar abalos sísmicos. Também, encontramos no deserto recursos que o homem trouxe para vencer as intempéries trazendo qualidade de vida para todos aqueles que lá habitam. Dentro deste raciocínio podemos ver o quanto Deus tem permitido ao homem vencer estes flagelos. Mas o que mais toca a sensibilidade do homem é a quantidade de criaturas que desencarnam nestes momentos. e os espíritos nos ensinam que o grande objetivo desses flagelos é fazer com que o progresso desses grupos seja mais rápido. Se realizando em alguns momentos o progresso que levaria algumas décadas. Kardec também pergunta se não haveria injustiça em haver desencarne de pessoas inocentes. Os espíritos respondem que o mais importante, é o espírito e não o corpo, comparando com um general que não se preocupa com o uniforme de seus soldados e sim com os seus corpos. Podemos afirmar que dentro de tudo o que temos aprendido com os espíritos, nã haveria desencarne injusto, e conforme eles próprios no lembram em Obras Póstumas, quando trata do tema "Expiações Coletivas", a própria espiritualidade trabalha para que de alguma forma as pessoas que precisam passar por esta experiência estejam ali reunidas no momento exato em que se de o flagelo. Lembrando o raciocínio de Emmanuel, página inicial juntando ao raciocínio de Kardec na questão 741 ... Muitos flagelos resultam de nossa própria imprevidência. Poderíamos citar as construções em áreas de risco, a falta de higiene pública, permitindo o alastramento de doenças das quais vivenciamos atualmente como a dengue... onde, através de pesquisas, ficou provado que nos próprios lares são encontrados os focos do mosquito. Poderíamos citar também, a total deseducação de determinados povos onde a higiene pública é totalmente esquecida. Por exemplo, a nossa cidade onde muitas enchentes são provocadas pelo entupimento das vias pluviais. O homem ainda distante de um sentimento melhor para consigo mesmo e para com o próximo, tem sido um grande causador desses mesmos flagelos. Isso sem citar outras doenças e pelo desatenção dos órgãos competentes, têm trazido tantas doenças e dores aos lares geralmente carentes de educação. Gostaríamos de finalizar essa fase do estudo lembrando o quanto é importante estarmos atento a parte que nos compete: realizar, dentro da higiene pública, evitando jogar lixo nas ruas; dentro do nosso lar, promovendo a higiene necessária e a educação daqueles os quais somos responsáveis no sentido de também evitar o mesmo; Vamos citar também, os movimentos realizador por ONGs, Green Peace, movimentos esses realizados em várias partes do mundo, objetivando a melhor conservação do nosso planeta e assim minimizando as conseqüências destes mesmos flagelos. Não devemos esquecer que esses flagelos são provas morais para o homem, para pô-lo a braços com as aflições necessárias ao seu progresso e assim exercitar sua inteligência... paciência e resignação ante a vontade de Deus. Que lhe enseja a oportunidade de manifestar seus sentimentos mais nobres de abnegação, desinteresse e de amor ao próximo, se ele não for dominado pelo egoísmo. Com certeza, conforme aprendemos com a Doutrina Espírita, o progresso, não só do próprio planeta como dos seres que o habitam, nos darão no futuro a vida segura sem necessidades de recursos, como os flagelos destruidores, para progredirmos. (t)

Perguntas/Respostas:

01 <Mei_PB> Neste caso podemos entender como flagelo maior nossa própria pobreza espiritual ?

<Aparecida_Cruz> Com certeza, não tenha a menor dúvida. Nossa ignorância nos deixa cegos e insensíveis... diante das necessidades próprias e do próximo. Pensamos primeiro em nós mesmos e nos que amamos, esquecendo todo o resto. (t)

02 <Mei_PB> Diante do exposto, o que significaria na sua opinião, a máxima de que ha de existir os escândalos, mas ai de quem escandalizar ?

<Aparecida_Cruz> Com os espíritos aprendemos que a Lei de Deus é única e verdadeira para a felicidade do homem... e Deus, em sua sabedoria, na aplicação dessa mesma Lei, utiliza-se da própria ignorância humana, para o cumprimento da mesma. Podemos citar como exemplo grandes flagelos criados pelo próprio homem, como a bomba atômica, as guerras e última experiência que vivenciamos com o ataque terrorista de 11 de setembro, onde... pela ação humana muitas pessoas chegaram ao desencarne. (t)

03 <negra_rj> Pode acontecer de num desses desencarnes coletivos, estar alguém que não deveria estar e pode esse espírito inconformar-se com a sua "sorte". O que pode ocorrer com ele então ?

<Aparecida_Cruz> Segundo a informação os espíritos, nada acontece por acaso... esse espírito poderia até estar passando pela prova de desencarne violento... Quando os espíritos afirmam que ninguém desencarnaria por acaso, não implica no estado moral que cada um deles irá ficar depois do desencarne. Isso vai depender do grau de elevação de cada um. (t)

04 <Rafaielo> Que tipo de aprendizado acontece com os espíritos que vivenciam estes flagelos. São lições morais? Para quem parte ou para quem permanece encarnado? Se os homens perecem, que tipo de aprendizado podem ter, se a partida é involuntária?

<Aparecida_Cruz> Esses espíritos...
poderão estar passando por expiações.
Conforme citamos o texto do livro Obras Póstumas: "Expiações Coletivas". Mas também, como também já citamos, poderão estar passando por provas. Claro que é uma prova moral, tanto para quem vai como para quem fica. Vamos citar... a questão 258, do Livro dos Espíritos, onde Kardec pergunta à espiritualidade: se o espírito tem consciência ou previsão do que lhe sucederá no curso da vida terrena... Respondendo os Espíritos que: "Ele próprio escolhe o gênero de provas por que há de passar e nisto consiste o seu livre-arbítrio. (t)

05 <Viseu> Há um ano, aqui em Portugal, uma ponte caiu levando ao desencarne de 60 pessoas, na semana passada no Centro Espírita, numa das mesas de trabalho, um espírito falou, e disse que muitos espíritos ainda se encontram lá abraçados e esperando que os socorram , faz exatamente um ano esta semana como poderemos encarar este fato na perspectiva de auxilio ?

<Aparecida_Cruz> Segundo a Doutrina Espírita... a prece muito pode nestes momentos.
E nas casas espíritas, há sessões próprias para esse tipo de socorro. São espíritos que com certeza não tem... qualquer idéia sobre as possibilidades de recursos do próprio mundo espiritual. Em nossas reuniões...
de tratamento espiritual (desobsessão) a maioria dos espíritos que se comunicam dão-nos a entender que não sabem que já estão desencarnados, descrevendo com detalhes os locais que se encontrar, como se ainda lá estivessem. E através da oração...
e do diálogo, o doutrinador vai a pouco e pouco, trazendo o espírito para sua realidade atual. (t)

Oração Final:

<Mei_PB> Amado Mestre, mais uma vez te agradecemos a oportunidade de em teu nome tratar desta doutrina renovadora que nos harmoniza....... Que a tua Luz se faça em cada coração que aqui intercambiou com o propósito de aprender para servir melhor..... Aos espíritos que nos auxiliam nesta hora, nossa gratidão...... Que possamos nos encontrar Ó Pai do Universo, motivados pelo propósito do bem em favor de todas as tuas criaturas.... E assim promovermos o progresso daqueles que nos cercam. Possamos nós estarmos novamente aqui reunidos na semana que vem. Que a Paz do Mestre Jesus acompanhe a todos durante toda a semana. Que assim seja amigos e irmãos !