Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Transição para a Nova Era - Perri de Carvalho / CEI

Transição para a Nova Era - Perri de Carvalho / CEI

Ao encerrar dois eventos recentes, Divaldo Pereira Franco transmitiu mensagem psicofônica de Bezerra de Menezes, com uma similaridade de abordagens. O Espírito comunicante alerta para o momento de transição que vivemos e comenta que estamos iniciando uma nova Era, evidentemente com a agudeza de transes físicos, sociais e espirituais que já podem ser perceptíveis.



No 3o Congresso Espírita Brasileiro, Bezerra comentou: “[...]
Estamos agora em um novo período. Estes dias assinalam uma data muito especial, a data da mudança do mundo de provas e expiações para o mundo de regeneração. [...] Iniciada a grande transição, chegaremos ao clímax, e na razão direta em que o planeta experimenta as suas mudanças físicas, geológicas, as mudanças morais são inadiáveis. Que sejamos nós aqueles espíritos-espíritas que demonstremos a grandeza do amor de Jesus em nossas vidas”. (“Momento da Gloriosa Transição”, Brasília, 18/4/2010).

E, na reunião da Coordenadoria do CEI-Europa, o Benfeitor Espiritual recomendou:
 “Trabalhar, portanto, o mundo íntimo, não temer quaisquer ameaças de natureza calamitosa através das grandes destruições que fazem parte do progresso e da renovação, ou aquelas de dimensão não menos significativa na intimidade doméstica, nos conflitos do sentimento, demonstrando que a luz do Cristo brilha em nós e conduz-nos com segurança” (“Novas Responsabilidades”, Varsóvia, 9/5/2010).

No livro “A Caminho da Luz”, psicografado por Chico Xavier há mais de 70 anos, Emmanuel comenta as turbulências - que estamos vivendo -, e aponta para a complexa transição para novos valores.

Nesse contexto, o Espiritismo – como o Consolador Prometido – tem um papel a desempenhar e necessita do apoio e da dinâmica participação dos espíritas. A mensagem espírita – os princípios do Espiritismo -, precisam ser amplamente difundidos. Simultaneamente, cada dirigente e colaborador das instituições espíritas precisam ampliar o nível de vigilância e exercitar a tranqüilidade e a fraternidade.

É hora de fortalecermos nossos núcleos de atividade espírita e buscarmos a segurança na mensagem espírita!

Antonio Cesar Perri de Carvalho - Assessor de Comunicação do CEI - Conselho Espírita Internacional