Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Moisés, Jesus e Espiritismo

Moisés, Jesus e Espiritismo

     Moisés viveu cerca 1600 anos Ac e era um judeu que nasceu escravo no Egito. Quando o Faraó, preocupado com o grande número de judeus, mandou matar todos os recém nascidos, a mãe de Moisés o soltou em uma cesta rio abaixo, onde ele foi encontrado pela princesa egipcia que o criou e educou como um príncipe.
Aos 40 anos Moisés matou um feitor que maltrava um escravo e teve que fugir para a montanha de Horebe, fugindo da morte que era a condenação pelo assassinato de um egípcio. La ele casou, teve filhos e passou 40 anos, quando numa sarça ardente (arbusto em chama que nunca apaga) Deus se comunicou com ele mandando-o regressar ao Egito e libertar o povo israelense. De início, ele relutou ja que estava com 80 anos e não se sentia em condições de tal feito. Não obstante, foi convencido a realizar tal façanha.
Depois de muitas peripécias ja descritas na Bíblia, ele conseguiu tirar seu povo da escravidão e levar para a Terra Prometida.  Quando passava pela Península do Sinai, teve outro aviso ( ele era um grande médio) e deixando seu povo no sopé do monte, subiu-o para então receber os 10 Mandamentos da Lei de Deus. Quando voltou ao povo, viu estarrecido que o mesmo estava totalmente sem lei e sem comando, adorando bezerros de ouro, fazendo adivinhações, falando com os mortos, como era natural, naquela época.
      Moisés, então aplicou mais 600 leis, as chamada Leis Mosaicas, do olho por olho e dente por dente, a Lei de Torah. Nestas Leis proibia também a evocão dos mortos.
Por 40 anos, Moisés conduziu seu povo e quando  avistou a Terra Prometida ele morreu, aos 120 anos de idade, deixando como seu sucessor Josué.
     Jesus, o Cristo, 1500 anos após, nascia para uma nova era da humanidade terrestre. Ele disse; "não vim destruir a Lei mas, cumpri-la, aperfeiçoa-la". Tudo viria a sua época. Para aquele povo de antanho era a lei correta, mas agora ja poderiam receber a boa nova.
Era a Lei do Amor. Em todas as passagens foram deixadas mensagens no sentido do perdão das ofensas, assim como diz a Lei Maior do Pai Criador. "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo com a si mesmo". Ele também não foi compreendido totalmente, por isso falava por parábolas: "ouça quem tem ouvidos pra ouvir, veja quem tem olhos pra ver". Dizia também o Cristo que, mandaria no futuro um consolador prometido que iria desvendar todos os mistérios, abrir todos os véus.
    Esse consolador veio com o advento do Espiritismo que foi codificado por Alan Kardec, um sábio Frances que recebeu a incumbência, assim com Moisés o fez, de receber agora, de espíritos enviados pelo Mestre Jesus, de transmitir a boa nova, a todos os recantos da humanidade. Isto aconteceu a partir de 1848 nos EUA com as Irmãs Fox, médiuns por excelência e que começaram a difundir para todo mundo algo que o Cristo predissera anteriormente.
Médiuns de todo o planeta falando a mesma coisa e os cinco livros básicos  da doutrina espirita foram sendo escritos, todos ditados por falanges espirituais da mais alta estirpe e compiladas pelo insígne mestre de Lion. Era a Terceira Revelação. O Consolador Prometido.
Moisés foi a primeira e nos deu o Antigo Testamento, Cristo, a segunda revelação e os Espiritismo, a terceira. Era o próprio Cristo redivivo que agora voltava, para finalmente estabelecer o Reino de Deus no Planeta Terra.