Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

terça-feira, 23 de julho de 2013

Vergílio Zoppi


VIRGILIO


Nascido numa Fazenda de café, a Fazenda do Conde, em Santa Gertrudes, então distrito de Rio Claro, São Paulo, o garoto veio ao mundo no dia 01 de agosto de 1929. Na pia batismal recebeu o nome de Vergílio Zoppi, em homenagem a seu avô materno o Sr. Vergílio Carità. De uma família profundamente religiosa, seus pais o Senhor Nazareno Zoppi já falecido e sua mãe Da. Teresa Carità, também já falecida, procuraram encaminhar o filho primogênito pelos caminhos de Deus.

Cursou o primário em várias escolas rurais e conseguiu tirar o diploma na Escola Heitor Penteado de Americana, São Paulo, para onde finalmente a família havia se transferido. Ali foi coroinha, fez parte da Congregação Mariana e foi sempre acompanhado e orientado por seu primo José Zoppi, um cristão praticante.

Começou cedo a trabalhar em fábrica de tecidos, para ajudar nas despesas da casa. Encantando com a atitude e a presença de dois seminaristas, que vinham passar as férias com a família, sentiu despertar dentro de si o desejo de se tornar sacerdote. O primo José o encorajou e o ajudou na preparação para entrar no seminário. Deixando o emprego, foi para o Seminário Santa Cruz em Rio Claro, São Paulo, aonde chegou no dia 23 de abril de 1944. A Congregação escolhida foi a dos Padres Estigmatinos. Na Escola Apostólica Santa Cruz cursou todo o ginásio. Em 1948 foi para o Seminário Gaspar Bertoni de Ribeirão Preto, São Paulo, onde fez o curso do segundo grau, fez o noviciado, no término do qual fez sua primeira profissão religiosa no dia 16 de fevereiro de 1952. Em seguida no mesmo Seminário cursou filosofia. Em setembro de 1953, com vários companheiros, foi para a Itália e na cidade de Verona fez o curso teológico. O primeiro ano foi feito na Casa dos Estigmas e os três anos restantes foram feitos no novo Seminário de São Leonardo. Foi ordenado sacerdote no dia 29 de junho de 1957, na mesma Catedral de Verona, onde fora ordenado sacerdote e nosso Fundador São Gaspar Bertoni. Após a ordenação fez um curso de pastoral, por um ano e na metade de 1958 retornou ao Brasil e celebrou sua primeira missa para seus pais, irmãos, familiares e amigos na igreja matriz Santo Antônio de Americana, São Paulo.

Na Província Santa Cruz prestou seus serviços pastorais em vários lugares do Estado de São Paulo, Distrito Federal, Minas Gerais, Bahia e Paraná. Em 1981 foi transferido para a nova Província São José, onde prestou seus serviços em Ituiutaba, Minas Gerais, Goiânia, Goiás, Brasília, Distrito Federal, Luziânia, Goiás, primeiramente como orientador de nossos estudantes e depois como Vigário paroquial. Atualmente reside na Residência Provincial em Goiânia, Goiás e presta sua colaboração na Paróquia Nossa Senhora das Graças, no Jardim América, como Vigário paroquial e presta sua ajuda na Cúria Provincial, como secretário da mesma

Aos 84 anos, morre o padre Vergílio Zoppi

Zoppi atuava como vigário paroquial em Goiânia; ele celebrou sua primeira missa na Matriz de Santo Antônio de Americana, em 1958

Faleceu nesta segunda-feira (22) pela manhã, em Goiânia, o padre Vergílio Zoppi, aos 84 anos. Ele celebrou sua primeira missa na então Matriz de Santo Antônio, em Americana, no ano de 1958.

- - - -

Morreu nesta madrugada o Padre Vergílio Zoppi, figura importante no crescimento de Barra da Estiva. O Padre Vergílio Zoppi chegou na cidade no dia 03 de abril de 1968, acompanhado do Bispo D. Hélio Paschoal e de Nercy Antônio Duarte. Além de assumir a paróquia, o Padre Vergílio foi um dos principais envolvidos na evolução da educação de Barra da Estiva, implantando o magistério, visando a  formação de professores. Ele foi um dos primeiros professores da instituição. O Padre ganhou justas homenagens da cidade, que possui uma rua e um colégio municipal com o seu nome.



------------

Nascido em Santa Gertudes, Zoppi veio para Americana ainda menino e foi aluno da Escola Heitor Penteado. Ele chegou a trabalhar como tecelão, mas logo sentiu o desejo em se tornar sacerdote. Começou sua vida religiosa em 1944, quando foi para o Seminário Santa Cruz em Rio Claro. Foi ordenado sacerdote no dia 29 de junho de 1957 na Catedral de Verona, na Itália, e voltou para o Brasil um ano depois.

Vergílio Zoppi prestou seus serviços pastorais em vários lugares do Estado de São Paulo, Distrito Federal, Minas Gerais, Bahia, Paraná, Goiânia e Goiás. Atualmente ele morava em Goiânia e prestava sua colaboração na Paróquia Nossa Senhora das Graças como vigário paroquial.

O corpo do padre chegará em Americana pela madrugada e o sepultamento está programado para acontecer na terça-feira, às 15h, no Cemitério da Saudade de Americana.

------

Menino na nuvem


Sinopse - Menino na nuvem - Vergilio Zoppi

Este opúsculo quer ser uma singela homenagem às pessoas simples e generosas, que dedicam sua vida ao bem do próximo, tentando levar um pouco de luz às mentes e uma chama de amor aos corações. Deseja ainda exautar a figura de uma pessoa bem especial, de um homem sem estudo acadêmico, mas rico de grande sabedoria e perspicácia, que saiba expressar em termos usuais e caseiros nobres sentimentos, ditos gentis e profundos pensamentos.

------

Livros:

- Retalhos da Vida Estigmativa, Pe. Vergílio Zoppi

- Os Seroes de Tia Maria, Vergilio Zoppi

--------