Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Reencarnação é a lei da causa e efeito


POR ADRIANEDTO
Continuação do Texto – Reencarnação é a lei da causa e efeito

Foi avô.

Foi marido.

Teve amigos.

E como último pensamento antes do seu desencarne recordou Fernando Pessoa:

“Quem passou pela vida em brancas nuvens
e em plácido descanso adormeceu.
Quem nunca bebeu das fontes da alegria,
da paz, do amor, do silêncio e da harmonia.
Quem nunca se deleitou com a meditação.
Quem nunca experimentou o êxtase interior.
Vegetou. Se arrastou do útero à cova…
Foi um espectro de homem, não foi homem.
Só passou pela vida, não viveu.”

E então… “Só passou pela vida… não viveu”.

Para que possamos viver nossas vidas devemos antes de tudo compreendê-la.

O primeiro passo para isso e entender que nós todos estamos, no dia de hoje, recebendo uma herança… herança deixada por nós mesmos.

Ora, umas das leis que regem o Universo é a lei de causa e efeito; aonde tudo o que é feito gera uma conseqüência.

Como somos partes do Universo, esta lei de causa e efeito também atinge nossas vidas, e todos os atos que praticamos (sem exceção; do mais simples ao mais complexo ato… todos).

Com esta informação já podemos compreender um pouco melhor sobre a finalidade da nossa existência atual e afinal “o que estamos fazendo aqui”.

Mensagens espíritas existem que nos contam sobre o proceder da vida do encarnado e suas conseqüências para sua futura vida encarnatória.

Nos contam e nos mostram que tudo aquilo que plantamos, um dia, cedo ou tarde iremos colher.

Mas, será que foi a doutrina espírita que nos trouxe o tema reencarnação?

Não…

A idéia reencarnacionista sempre acompanhou o homem.

Os egípcios, os hindus e os gregos eram comunidades reencarnacionistas.

Inclusive um dos livros mais antigos da humanidade, o livro dos Vedas, escrito à quase 3700 anos, já citava a doutrina da reencarnação.

Sócrates e Platão também eram reencarnacionistas.

Aliás, para quem não sabe, de acordo com uma pesquisa feita pelo canal Discovery Channel, 2/3 da população mundial crê na reencarnação.

Isso corresponde a mais de 4 bilhões de pessoas!

No ocidente, a teoria reencarnacionista vem novamente ganhando força.

Isso porque ocorreu em nossas histórias um período chamado de período inquisitorial.

Período que durou cerca de 1000 anos.

Neste período pessoas eram condenadas por heresia e, normalmente, eram queimadas em fogueiras.

Heresia que significa: Linha de pensamento contrária ao credo religioso.

E no período correspondente à Inquisição, a Igreja já não mais admitia a reencarnação, como veremos ainda nesta noite.

E o que a doutrina espírita nos ensina sobre a reencarnação?

Em linhas gerais, a espiritualidade ensina que:

Todos os espíritos foram criados por Deus e tendem a perfeição.

Deus concede aos espíritos imperfeito vários meios de alcançarem tal perfeição.

Assim, é permitida novas experiências corporais quando o espírito não pode fazer ou concluir alguma prova.

Nos ensinam também que o espírito, como tudo o que nos rodeia, está em constante evolução.

O que derruba a idéia da Metempsicose, aonde se acredita que espíritos humanos possam reencarnar em animais.

O espiritismo também nos ensina que existem limites para a reencarnação.

Quanto mais próximo da perfeição, menor é a necessidade da reencarnação do espírito.

Até chegar um dia aonde a reencarnação será desnecessária.

E o espírito poderá viver apenas sua verdadeira vida, que é a vida espiritual.

Porém, não é só no campo das mensagens mediúnicas que iremos encontrar explicações sobre sermos herdeiros de nós mesmos.

Explicações científicas também existem.

E estas explicações são encontradas principalmente na TVP ou Terapia de Vidas Passadas.
Muitos nomes importantes na medicina e psicologia mundial estudam o tema e aplicam em seus pacientes a TVP, cito alguns nomes de peso no campo médico-científico como os de Ken Page, Bárbara Brennam, John Plowman, Ian Stevenson e o psico-terapeuta Brian Weiss.

Inclusive os estudiosos já descobriram que ao se fazer a TVP a parte do cérebro ativada é a da memória e não da criação!

Ian Stevenson recentemente mostrou à comunidade científica estudos que realizou sobre a TVP.

Ele recolheu dados de mais de 2000 pacientes, quase todas crianças.

E o que surpreendeu os especialistas foi a correspondência existente entre os dados recolhidos dos pacientes e os documentos oficiais/históricos.

Aliás, os cientistas já começaram os estudos do chamado período entre vidas (o que um espírito faz entre as encarnações)…

E os estudos iniciais já nos mostram que a vida continua após a morte, em verdadeiras cidades espirituais.

E isso só vem comprovar a pureza e a grandeza das mensagens mediúnicas, que desde muito tempo nos ensina a respeito.

Um grande exemplo é o livro “Nosso Lar.”, do autor espiritual André Luiz.

Falando um pouquinho mais sobre as explicações científicas sobre a reencarnação citarei agora o Dr.Brian Weiss.

Ele é o autor do livro “Muitas vidas, muitos mestres”, que ajudou a difundir a TVP pelo mundo.

Brian Weiss se envolveu com a Terapia de Vidas Passadas com uma paciente a quem ele chama de Catherine.

Após um ano de terapia convencional, a moça não havia feito grandes progressos em seu tratamento.

Dr. Weiss sugeriu, então, tentar a hipnose.

Foi aí que em vez de regredir à infância, celeiro dos maiores traumas da vida adulta das pessoas, Catherine voltou 4.000 anos no tempo, lembrando com extrema riqueza de detalhes de sua vida no Egito Antigo.

Até o episódio com Catherine, Dr. Brian Weiss não era um homem religioso, e não acreditava que a reencarnação fosse algo real.
Porém ele se curvou diante das provas evidenciadas por sua paciente, passando a usar a TVP como seu principal método de trabalho.

Esta história sobre a paciente Catherine está registrada no livro “Muitas Vidas, Muitos Mestres”.

E além das mensagens espíritas e dos ensinos científicos, a reencarnação pode ser entendida também com uma simples dedução sobre a justiça divina.