Estudando o Espiritismo

Observe os links ao lado. Eles podem ter artigos com o mesmo tema que você está pesquisando.

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Lei de causa e efeito e os compromissos cármicos

Todos nós temos os nossos compromissos cármicos. E nascemos com todas as condições necessárias e ajustadas para atendermos aos princípios da Lei de causa e efeito.

Você se considera uma pessoa forte? Nos períodos de turbulência da vida, você consegue dar conta do recado?

Quando tiramos os olhos de cima do nosso próprio umbigo, podemos perceber que há pessoas com muito mais atribuições que outras, e podemos ver que as que mais fazem não são as que mais se queixam. Acho que foi Paulo, numa epístola aos Coríntios (epístola quer dizer carta, que é o nosso e-mail hoje… dá pra imaginar Paulo mandando um e-mail pros Coríntios? E Coríntios é um pessoal lá da Grécia, não tem nada a ver com o time…), Pois parece que foi o Paulo que disse que Deus não nos dá um fardo que nossos ombros não possam carregar.

E é por aí. Cada um com suas atribuições, cada um com seus compromissos cármicos. Esses compromissos que trazemos de outras existências foram gerados por nós mesmos, são pequenos ou grandes equívocos que cometemos e que agora devem ser reparados. O hoje é o momento mais propício para reparar erros do passado. Nascemos com todas as condições necessárias e ajustadas para atendermos aos princípios da Lei de causa e efeito. Dificuldades financeiras, problemas familiares, possíveis enfermidades, tudo o que trazemos na bagagem foi colocado em nossa mala existencial por nós mesmos, então não adianta esperneio e choradeira.

Que coisa ridícula viver se lamuriando! É claro que não usamos esses termos na frente dos chorões, eles precisam de outra abordagem, precisam se fortalecer para perder a pena que sentem de si mesmos. Mas não podemos nos deixar contagiar. Pena é um sentimento inútil, não resolve nada. Podemos fazer algo? Façamos esse algo, então! Mas ter pena não adianta, é um sentimento que gera energias pesadas, densas.

Você deve se sentir um privilegiado pelo fato de a vida exigir muito de você! Esteja certo de que a vida não lhe exigiria esse esforço se não pudesse contar com você. A vida só exige muito daqueles que têm a capacidade de vencer, de dar conta do recado. Nos processos que regem a reencarnação, só nos é proposto/exigido/sugerido fazer aquilo que está de acordo com nossa capacidade, de acordo com nossas forças.

A dramatização dos problemas é responsável por grande parte do peso do fardo que carregamos. Muito desses “fardos” já poderiam ter sido deixados em qualquer lugar, mas às vezes insistimos em carregá-los conosco. São as dores de estimação, as antigas ofensas, as contrariedades que não foram superadas. É preciso perdoar, relaxar, ser feliz.

Mesmo pessoas caridosas, humildes, de princípios morais sólidos, cometem erros banais como esses, de passar a vida carregando pesos inúteis. Quando não são reencarnacionistas, não entendem a simplicidade e implacabilidade da Lei de causa e efeito, e chegam a duvidar da Justiça Divina. Realmente, sem compreender a reencarnação, tudo parece injusto.

Não estou querendo dizer que somos melhores ou mais certos por compreendermos a reencarnação. Mas se não fosse por esse entendimento, eu, de minha parte, seria ateu, e convicto. Não há Justiça se desconsiderarmos a pluralidade das existências. Mas isso é pessoal; há ateus e religiosos de todos os tipos que carregam seus fardos com alegria, sem lamúrias e lamentações. E é isso o que importa, né? Alegria e responsabilidade.

- See more at: http://www.espiritoimortal.com.br/lei-de-causa-e-efeito-e-os-compromissos-carmicos/#sthash.OZRyzFEw.dpuf

http://www.espiritoimortal.com.br/lei-de-causa-e-efeito-e-os-compromissos-carmicos/